Dicas de Organização Financeira Pessoal

A organização financeira pessoal é fundamental para o equilíbrio emocional e profissional

Grande parte das pessoas tem receio de cálculos, mas existe uma vantagem que vale a pena. Os números não mentem desde que você saiba fazer as contas corretamente.

Estas são mais simples do que se imagina: Receita – Despesa = Saldo positivo ou negativo. Essa é a base para controlar o orçamento mês a mês.

Mas existem mais dicas de organização financeira pessoal que podem te ajudar a manter o orçamento em dia e ainda investir no futuro, afinal, trabalhar somente para pagar as contas é sinal de prejuízo.

Organização Financeira Pessoal

Organização física e virtual

  • Tenha uma pasta para guardar as contas do ano: Existem pastas com divisórias que podem ser separadas por mês conforme figura. Coloque todas as contas distribuídas nessa pasta. Assim quando você for pagar as contas, saberá exatamente onde elas estão.

organização financeira pessoal

  • Contratos: A mesma medida deve ser tomada para contratos de compra de serviços, cursos que você fizer naquele período. Se houver algum desentendimento sobre o assunto o contrato estará à mão. Eles podem ser guardados na mesma pasta.
  • Documentos: guarde no mesmo local os documentos referentes à Declaração do Imposto de Renda ou quaisquer outros de prestações de contas ao Governo e instituições.
  • Santo Excel e suas fórmulas! Faça uma planilha de custos para controlar o orçamento. É muito fácil de fazer e aplicando as fórmulas corretamente você nem vai precisar fazer contas. Pra facilitar ainda mais, eu encontrei um modelo de planilha gratuito na internet todo formatado pra você começar a se organizar financeiramente. Ela já tem as fórmulas de cálculos aplicadas e as despesas são separadas por ordem de importância.

Identifique as despesas fixas, variáveis e supérfluos

  • Fixas: Por mais que você seja uma pessoa supervaidosa, sapatos, joias e acessórios NÃO são despesas fixas. Estas são os gastos imprescindíveis de todos os meses e possuem valor fixado como aluguel, financiamentos e taxas.
  • Variáveis: Elas de certa forma também são fixas, mas não possuem um valor estipulado. São do supermercado e transporte onde, a princípio, você tem apenas uma estimativa de valor.
  • Supérfluos: Em terceiro lugar você deve acrescentar as despesas com supérfluos como o lanche, passeio e etc. Guarde todos os cupons para lançar na planilha financeira. Por mais que sejam pequenas despesas estas são as que correm o maior risco de desestabilizar o seu orçamento.

Regularidade no controle e pagamento de despesas

  • Atualização da planilha: Uma das primeiras atividades do mês deve ser atualizar o orçamento. Se você não tem tempo de fazer isso todas as vezes que acionar o dinheiro, estipule períodos para cuidar disso, por exemplo, a cada cinco dias.
  • Organize os pagamentos com folga: Se você recebe geralmente no quinto dia útil do mês, tente organizar todos os pagamentos para o dia 10. Nunca se sabe quando um imprevisto irá surgir e você não correrá risco pagar juros e multas. Assim você também terá mais tempo para avaliar o seu financeiro.
  • Primeiro as contas e depois as compras: organize todos os pagamentos para o mesmo período e depois, se o saldo estiver favorável, você poderá ir ás compras.

ISSO DEVE SER ENCARADO COM UMA REGRA DE SOBREVIVÊNCIA

A partir do momento que você começar a organização financeira pessoal, verá que é muito mais simples do que parece. Quer saber mais dicas de organização pessoal? Acesse o post que criei sobre Organização Pessoal para tomar as rédeas da própria vida.

Ser organizado faz o tempo render e, neste caso, pode fazer o dinheiro render mais também. Divida com a gente as suas experiências!!! O que você faz pra manter as contas em dia?

Tags:

Comentários estão desabilitados